Colunustas

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

O Amor

Deus Uniu

O que Deus uniu não poderá jamais
O homem separar
Nem mal algum destruir
Está firmado em Deus

Uma carne, um só coração
Unidos no Senhor
Uma fé, um único Deus
Para abençoar


Um só Espírito selando a união
Uma só canção de amor
Exaltando a Deus por esta união

Canção de Cristina Mel
_____________________________________________________________

Fico pensando nessas canções de amor, e penso como a humanidade perdeu seu rumo.

Todos os seres vivos, nasceram para ter alguém perto, alguém para cuidar e ser cuidado, alguém para rir das alegrias, chorar das tristezas, compartilhar os momentos, bons ou ruins, as dificuldade, enfim.. Mas ao mesmo tempo percebo que o ser humano esquece que sozinho é mais pesaroso chegar a algum lugar. Essa corrida desenfreada por sucesso, dinheiro, riqueza, talvez, tenha feito o homem perder o sentido da vida, a razão de existir. Hoje não se vive mais, se sobrevive! Sobrevive para pagar as contas, para ter o melhor carro, a melhor casa, a melhor roupa, e esquece que o essencial da vida, é ter paz no coração e mansidão! Quando o homem tem paz no coração ele não toma atitudes precipitadas, porque não precisa, seu coração não vive ansioso com o dia de amanhã. Se ele tem mansidão, consegue avaliar as coisas friamente, pensar antes de agir, avaliar suas atitudes, planejar seu futuro. È por isso que acredito que o mundo musical alcança êxito com musicas românticas e apaixonadas, é porque o homem esqueceu de sua essência e é através deste tipo de música que ele consegue re-lembrar a si mesmo, que não pode viver sem amor.

Nenhum comentário: