Colunustas

domingo, 3 de julho de 2011

Noite do Desabafo...

Olá queridos seguidores.

Hoje a post, vai ser mais que um post, vai ser um desabafo.

Há mais ou menos, cinco anos, resolvi que queria viver novos ares, e mudei de cidade. Junto com a mudança, veio a mudança de peso, pois era sempre mais fácil ir no mercado, comprar Coca-Cola e bolacha recheada para matar a fome. Porque era gostoso, tomar café com trufa, logo depois do almoço, e tinha mais um monte de coisa gostosa que não lembro mais; mas me fizeram ganhar +/- vinte quilos. Eu me achava linda, não conseguia me enxergar gordinha, pois sempre fui cheinha, mas gorda não.

Levei um tapa na cara, quando o namorado de minha ligou, e como ela estava ocupada, colocou no viva-voz, e ele perguntou se "a gorda" estava junto. Chorei acho que, por quase uma semana. Minha amiga tentou remendar, mas não deu certo. No desespero, fui correndo para uma endócrino, e ela me prescreveu Biomag 10mg, que era o mínimo, como dizia ela, pois meu caso não era tão grave. Como sempre vi minha mãe tomando remédios, e via o efeito sanfona quando ela parava, decidi não tomá-los, ficaram guardados. mas em um certo mês, resolvi tomar, pois minha prima ia se casar, e não tinha roupa que ficasse boa. Tomei, fiquei insuportável ( stressadíssima ) e se foram embora 5 kilos. Depois do casamento, parei de tomá-las e os 5 vieram em dobro :-).

Atualmente, estou participando de um programa de emagrecimento saudável, que envolve, Nutricionistas, Psicologas e uma Professora de Educação Física. Mas confesso pra vocês que, não estou conseguindo seguir o cardápio a risca. No programa, temos encontros semanais, onde são debatidos as dificuldades da semana, e no quesito Nutrição, eu nunca saio da estava zero!! Na área psicológica, to disparada, cada encontro é uma nova descoberta, e estou gostando muito, mas estou me sentindo incomodada, pois não consigo progredir em seguir a dieta a risca. E não é uma dieta magra, é uma dieta de 2.500 cal ao dia. Ou seja, não é sacrifício.

Gente, estou muito chateada comigo mesma, parece que cada vez mais estou me acomodando. Eu sei o que tenho que fazer, mas simplesmente, eu empaco! Quando saio com os amigos, morro de vergonha de tirar fotos, pois a minha cara, sempre parece um pão sovado! Até duas semanas atrás , não tinha coragem de sair de casa, pois sempre me acho gorda demais, como se isso seja um empecilho para que eu viva.

Mas não aguentei de tanta solidão, e pedi pra Deus me dar novos amigos, a qual fui prontamente atendida. E estou muito feliz! Pois a gente não é uma ilha! Eu sei que não sou feia, e que tem gente com muito mais peso que eu, mas simplesmente eu não aguento mais! Não aguento fugir de fotos! Não aguento mais morrer de vontade de pedir para não publicarem a foto, pois me sinto uma baleia, um rinoceronte!

Desculpe gente, isto estava me sufocando, e eu precisava desabafar...

2 comentários:

Pâm disse...

Susie,

Você é uma artista linda!
Uma menina mulher (como vc mesmo se intitula) sem igual.
Eu mesma passo por algo parecido hoje. Quero voltar ao peso que tinha antes do casamento, mas não consigo.. é uma briga com a balança, mas eu sei que no fundo eu não me esforço muito..heheheh
Mas sou tão feliz assim..
O tempo antigo não vai voltar.. nunca mais terei 15 anos e meus 50 kilos.. isso é passado, faz parte da minha história. E, sinceramente, hj vejo as fotos e me acho tão feia.. tão magra.. não tinha corpão de mulher sabe!
Mas o que eu vivo hoje é real.. e me sinto tão feliz em poder sair com meu marido para comer uma pizza ou ir ao cinema e pedir o balde de pipoca maior :)
É difícil se controlar com tudo tão fácil e perto!
Mas menina, vc não precisa ser magra para ser feliz!
Veja ao seu redor.. vc vai encontrar poucas mulheres magérrimas.. e detalhe, pouquíssimas felizes!
Ou vc acha que comer só salada e viver de água traz felicidade??!?!
Traz não.. felicidade é poder tomar café da tarde com nega maluca, é sair com amigos para um rodízio de pizza, é aproveitar o almoço em família e comer aquela picanha... hummm

Atualmente eu me cuido com florais! Descubri que meu problema principal era ser anciosa demais. Com os florais eu como pouco, me controlo e me sinto muito mais feliz!
Se quiser o contato da naturóloga eu passo para vc! Ela é ótima.. e sabe o melhor de tudo isso? É natural :)
Claro que tem que se cuidar tb um pouco, mas é muito mais fácil assim!

Quero ver você na próxima aula!
E até lá, seja você, seja feliz!!!!


beijossssssssssss lindona!

Gisley Scott disse...

Suzeane,

Passei por isso quando cheguei nos EUA. Eu era magrela, 50 quilos e agora não consigo sair dos malditos 56...Tenho procurado malhar e comer direito, mas todo final de semana a gente sempre é convidado para comer com alguns amigos e o povo aqui come fora por tudo...

O que eu aprendi foi que a meta de perder 6 quilos é minha e não dos outros.É lógico que eles sempre vão dizer que não estou gorda mas quem sente insônia, cansaço, dor no joelho e dor nas costas sou eu, e não eles. Então querida, pode ser 1 quilinho, mas se está afetando o sono, o meu redimento na diária, então é hora de perder.

Comecei a notar uma enorme diferença qdo comecei a malhar, mesmo que em casa.Eu ainda não tenho carteira de motorista americana(estou estudando para tirar a minha), por isso não vou à uma academia.

Uma coisa que tb me ajudou demais foi fazer por saúde e não por peso.Esse negócio de ver um peso na balança deixa a pessoa louca, não gosto disso.Toda vez que fazia isso, ficava mais frustrada qdo o ponteiro não descia ou qdo o número não baixava.Meu sonho é ter os tão sonhados 50 de novo, mas se eu chegar nos 52 já está de bom tamanho.

Outra coisa tb foi comer em casa antes de sair, assim eu não era tentada a comer porcaria.Qdo eu saía com as amigas por aqui,procurava um local que eles ofereciam sopas no cadárpio, assim me divertia sem ferir a silhueta.

Malhar tb ajudou muito,pois toda vida que eu me sentia tentada a comer o que não devia, me lembrava da dor que tinha sentido,rs!


Torço por você nessa meta, eu sei que é difícil, mas de pouquinho em pouquinho agente chega la!

Bjus